PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Antes da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, será realizado um encontro reunindo cerca de 60 representantes de comunidades indígenas de todas as regiões do país. A 5ª Conferência ocorre de 3 a 6 de novembro, enquanto o Encontro Indígena será nos dias 2 e 3 – ambos acontecem no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília.


A mesa de abertura do encontro indígena será na segunda-feira (02/11), a partir das 14h30 e deverá ser composta por Maria Emília Pacheco, presidenta do Consea; Sílvio Ortiz, conselheiro indígena; Arnoldo Campos, secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS); João Pedro da Costa, presidente da Fundação Nacional do Índio; e Antônio Souza, secretário nacional de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde.
Os últimos dados oficiais sobre a segurança alimentar e nutricional dos povos indígenas foram divulgados em 2010 pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Os resultados 1º Inquérito Nacional de Saúde e Nutrição dos Povos Indígenas alertaram o Consea para a necessidade de um debate mais aprofundado sobre os hábitos alimentares e garantia de direitos desses povos. Os números mostraram 32,7% das mulheres indígenas grávidas com anemia, reflexo da falta de alimentação adequada.
Para o conselheiro Dourado Tapeba, um dos representantes indígenas no Consea, “a segurança alimentar dos povos indígenas depende da demarcação do território e de políticas para estimular a produção de alimentos”. Segundo ele, “o Consea tem feito a sua parte com as exposições de motivos e as recomendações. Agora, falta o governo seguir as propostas aprovadas nas conferências”, afirma Dourado.
De acordo com o Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro e Geográfico (IBGE), cerca de 896.900 mil indígenas vivem no território brasileiro. A pesquisa identificou 305 etnias diferentes. Do total de indígenas no Brasil, 36,2% residia na área urbana e 63,8% na zona rural.
“Em todas as edições desse encontro, nas conferências nacionais anteriores, houve ampla mobilização que resultou na aprovação de propostas relacionadas aos povos indígenas”, explicou Mirlane Klimach, assessora técnica do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea).
Segundo ela, todo esse processo fortalece a agenda indígena no campo do direito humano à alimentação adequada. “Por isso, a realização desse encontro já se tornou uma tradição bem-sucedida nas conferências nacionais de segurança alimentar e nutricional”, conclui.
Antes da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, será realizado um encontro reunindo cerca de 60 representantes de comunidades indígenas de todas as regiões do país. A 5ª Conferência ocorre de 3 a 6 de novembro, enquanto o Encontro Indígena será nos dias 2 e 3 – ambos acontecem no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília.

Para obter a programação completa do encontro indígena, clique aqui.
Serviço
Encontro sobre Segurança Alimentar Indígena
Dias: 2 e 3 de novembro (segunda e terça-feira)
Horário: abertura às 14h30 de 02/11; das 8h às 12h no dia 03/11
Local: Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília
Contato para imprensa: (61) 3411 3349
Fonte: Ascom/Consea

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN