PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

terça-feira, 26 de março de 2013

Maleta Infância: conheça o projeto do Futura dedicado aos pequenos Por Bruna Ventura


27 de fevereiro de 2013

Maleta Infância: conheça o projeto do Futura dedicado aos pequenos

Por Bruna Ventura
Imagine uma maleta onde é possível guardar as coisas mais preciosas que você escolheu compartilhar com os outros. A cultura de lugares próximos e distantes, o respeito às diferenças, a educação, o carinho, a liberdade. E se tudo isso pudesse ser colocado em único material, distribuído e usado inúmeras vezes, por pessoas de diferentes regiões? Essa é a ideia do projeto Maleta Infância, idealizado pelo Canal Futura em parceria com entidades do terceiro setor, redes e movimentos sociais.
A Maleta Infância é a quinta produzida pelo Futura (os temas beleza, meio ambiente, democracia e saúde já foram abordados em outras edições). Priscila Pereira, coordenadora da Mobilização Comunitária do Canal, conta como surgiu a ideia de fazer uma edição dedicada à infância: “O Futura possui uma articulação muito forte junto a instituições que trabalham pelos direitos das crianças e adolescentes, além de apresentar esta temática em vários programas da grade”, diz. “O Canal também está empenhado a apoiar mais fortemente a  Educação Básica no Brasil, em diferentes frentes de atuação”, completa.
O projeto, pensado para se comunicar com crianças de zero a 11 anos de idade e com cuidadores, educadores, pais e professores, funciona da seguinte forma: a equipe de Mobilização Comunitária do Canal realiza um fórum e convida militantes e profissionais de diferentes áreas, sempre relacionadas ao tema a ser trabalhado na Maleta.
Muitas sugestões de abordagem e de conteúdos complementares são recebidas e, após uma triagem, o material é elaborado. “Na maleta, compartilhamos o que temos de melhor em produções audiovisuais do Futura sobre o tema, elaboramos propostas de atividades complementares e trabalhamos o aspecto lúdico”, explica Kitta Eitler, coordenadora de Conteúdo do Canal.
Uma referência importante para a elaboração do conteúdo foi o documento sobre Educação Integral criado pela Fundação Itaú Social. “Não nos baseamos no currículo escolar formal, mas em temas transversais, que podem ser trabalhados tanto em ambientes escolares quanto em ONGs e outras instituições”, ressalta Kitta.
A Educação Integral contempla princípios que vão além do currículo escolar e dizem respeito ao desenvolvimento pleno da criança, são eles a corporeidade, a diversidade, a ludicidade, os vínculos, a saúde e o meio ambiente. Além das produções do Futura, o acervo da maleta conta com a colaboração de instituições de referência de diferentes partes do Brasil através da doação de livros, filmes, indicações de sites, material sobre as culturas indígena e africana, segurança no trânsito, prevenção contra acidentes domésticos, violência sexual e muitos outros temas.
A Maleta Infância conta com a curadoria das educadoras Silvia Motta e Yvonne Souza, da Creche Fundação Oswaldo Cruz, e com a consultoria pedagógica de Azoilda Loretto, professora e supervisora da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Cinquenta organizações de referência recebem as maletas completas e outras 500 recebem as maletas básicas. “Esse número pode se multiplicar à medida que as instituições compartilham o conteúdo com outras”, diz Priscila.
Outro ponto interessante do projeto é o monitoramento do uso dos materiais complementares fornecidos às instituições: “O uso da maleta não se encerra e pode gerar propostas e reflexões. Nós mantemos contato com os educadores que fazem uso do conteúdo e ouvimos suas ideias e impressões sobre o material e sobre a nossa programação. Isso nos ajuda ampliar nossa visão sobre a temática e, quando necessário, propor novas produções”, conclui Priscila Pereira.

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN