PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Câncer de mama neles! - Crescimento de mamas preocupa...

Crescimento de mamas preocupa - Câncer de mama neles!

Isaac Ribeiro - repórter

Todos os anos, quando chega este mês, prédios são iluminados na cor rosa, botons na mesma cor são distribuídos. É o Outubro Rosa, campanha para chamar a atenção de todos para a importância de prevenção ao câncer de mama, modalidade dessa doença que mais acomete mulheres no mundo. De acordo com as projeções do Instituto Nacional de  Câncer (Inca),cerca de 55 mil novos casos devem ser registrados no Brasil ainda este ano, com a morte de 13 mil mulheres. Mas apesar dos dados aterrados e da gravidade do quadro, pouco se fala nos homens atingidos pelo problema. Sim, homens!

Apesar de ser pouco frequente, o câncer de mama masculino existe e atinge de 0,5% a 1% da totalidade de casos registrados em mulheres. Algo em torno de um homem para cada 100 diagnósticos femininos. A doença apresenta as mesmas características neles, desde surgimento, exames, diagnóstico e tratamento.

A idade mais propensa ao aparecimento da doença nos homens vai de 50 a 70 anos, mas vem sendo registrada uma queda na faixa etária atingida, devido ao aumento no uso de substâncias que alteram hormônios — como os suplementos alimentares bem populares, hoje, em academias, geralmente com excesso de proteínas e aminoácidos. Entre os principais fatores de risco para o câncer de mama estão  o uso de medicamentos para problemas na próstata, antidepressivos, tranquilizantes e até mesmo alguns remédios contra queda de cabelo, como exemplifica o mastologista Maciel Matias, da Liga Norte-Rio-Grandense contra o Câncer. Sem falar nos casos hereditários, o que representa menos de 10% nas mulheres, de acordo com o médico.

O câncer de mama pode se manifestar através de alterações, como vermelhidão na região das mamas, dor e excreção de líquidos pelo mamilo, caroços suspeitos.

Porém, há uma outra característica que pode levar à formação de tumores nos homens. É a chamada ginecomastia, perceptível em muitos jovens na puberdade. “Ela pode ser adiposa, quando tem só gordura; pode ser glandular, quando é totalmente constituída de glândulas, propriamente dita; e mista, que é o que ocorre na maioria das vezes”, comenta Maciel Matias. Drogas, princípio ativos de alguns medicamentos, também podem causar o crescimento das glândulas mamárias masculinas.

Para detectar o problema, também vale o auto-exame, semelhante ao indicado às mulheres. O médico sugere, porém, que o toque na região do peito e auréola seja feito na hora do banho, para que a mão deslize melhor e de forma mais sensível. A mamografia também é usada. Mas o certo é procurar um mastologista ao sinal de qualquer coisa estranha. 
Como ainda há muita desinformação sobre o câncer de mama em homens, é preciso estar atento aos fatores de risco, evitando situações e comportamentos que possam levar ao problema.
 O crescimento das glândulas mamárias masculinas, denominado ginecomastia, pode levar à formação de tumores benignos e malignos. E isso pode ser evitado.
Alex RégisO exame físico, a apalpação, é o método mais indicado para perceber qualquer alteração na mama. Já o tratamento para o câncer de mama masculino é igual ao femininoO exame físico, a apalpação, é o método mais indicado para perceber qualquer alteração na mama. Já o tratamento para o câncer de mama masculino é igual ao feminino

O que difere a glândula mamária feminina da masculina é que ela é involuída, atrofiada, neles. Mas existem algumas substâncias que podem estimulá-las a crescer novamente. E é preciso estar bastante alerta a possíveis consequências caso isso ocorra.

O mastologista Maciel Matias lembra que quando o menino está “virando homem” há uma fase de maturidade hormonal caracterizado por um discreto desenvolvimento das mamas, da mesma forma como os testículos ficam mais volumosos. Por volta dos 15/16 anos, a glândula involui e estaciona.

“Porém, existem algumas circunstâncias que ela continua crescendo. A grande maioria dela a gente chama idiopática; ou seja, não se descobre a causa naquele indivíduo — mas que tem, tem. O fato é que não se consegue descobrir”, comenta o mastologista.

A obesidade também pode gerar a ginecomastia, isso porque a gordura, e o colesterol nela presente, se transforma em substância de ação hormonal e passa a estimular as mamas novamente ao crescimento.“A ginecomastia pode ser adiposa, quando tem só gordura; pode ser glandular, quando é totalmente constituída de glândulas; e mista, que é o que ocorre na maioria das vezes”, completa Maciel Matias.
Culto ao corpo
Ironicamente, as academias, conhecidas como verdadeiros  supostos templos da beleza e da saúde, podem estar difundindo fatores de risco à ginecomastia entre os mais jovens. O problema não é a atividade física propriamente dita, mas a propagação do conceito de suplementação alimentar. Segundo o mastologista da Liga Norte-Riograndense Contra o Câncer, os tais suplementos usados para desenvolver a massa muscular, na maioria das vezes, contém muita proteína, aminoácidos e substâncias hormonais; o que mexe com todo o metabolismo e com a parte hormonal.

“Isso é um perigo porque desenvolve a massa muscular, mas acaba influindo no fígado e no rim. Além de fazer a ginecomastia. A indicação é suspender o uso de todas essas substâncias e se a glândula continuar presente, é tratamento cirúrgico. Não adianta usar medicamentos”, indica o médico da Liga.

Mama versus próstata
É costume dizer que o homem pouco se preocupa com sua saúde. Apalpar-se então em busca de possíveis nódulos é ainda mais difícil. Mas o autoexame poderia ajudar muito para um diagnóstico precoce. “Se ele não tem o hábito de tocar em seus peitos, bota alguém para pegar! Se você está palpando, examinando, tomando banho, se ensaboando, e sente alguma coisa endurecida ali, tem que chamar atenção, porque não é para existir”, adverte Maciel Matias.

Mas ele acredita ser a próstata a maior preocupação dos homens, tanto que estatisticamente os problemas nessa região masculina e nas mamas das mulheres se equivalem. No Rio Grande do Norte, a projeção é de 529 novos casos de câncer de mama nas mulheres em 2013 — o que representa de um a três casos masculinos. “Enquanto que no Brasil se espera 52 mil casos de câncer de mama; de próstata é 50 ou 51 mil novos casos. Os dados estatísticos são praticamente iguais”, avalia o mastologista.      



Maciel Matias - mastologista

Como está a situação do câncer de mama em homens no Rio Grande do Norte?
No Estado não é diferente do  mundo todo: câncer de mama no homem representa de 0,5% a 1% de todos os casos. Este ano, no RN, a gente estima em torno de 529 novos casos de câncer de mama nas mulheres. E, consequentemente, se a gente sabe o índice nos homens, teremos, este ano, em torno de três casos. Isso é muito pouco diante da necessidade; porque o homem tem muito mais cuidado com a sua próstata do que com sua mama. Mas a faixa etária é em torno de 50 até 70 anos. Atinge mais os pacientes com idade mais avançada porque está muito associada ao desenvolvimento da glândula mamária no homem, na forma benigna, por várias situações, como uso de medicamentos ou estímulos hormonais. E aí pode surgir um tumor maligno e é exatamente do mesmo jeito na mulher. A forma é a mesma, os tipos são os mesmos, o tratamento é o mesmo, cirurgia, radioterapia, quimioterapia, o tipo de tumor é exatamente igual.  

Autoexame e mamografia também detectam alterações na mama do homem?
O autoexame é importante. Ele deve se preocupar. Até porque existem situações que a gente muitas vezes não se preocupa em se palpar. Às vezes a gente nem se palpa no pescoço, na axila,  nem na região inguinal, nem no próprio abdome, consequentemente não se preocupa em palpar as mamas. É importante que a gente se conheça; é importante que a gente se observe; porque só assim você vai tentar notar o diferente em você. Como câncer é uma doença imprevisível, da qual ninguém sabe porque ela ocorre, a gente tem que ficar realmente alerta. Claro que não é para ficar apavorado. Porque hoje em dia, quando se fala em câncer, você imediatamente associa ao final de vida; o sujeito está para morrer... Não é assim! O exame principal no homem é  físico, apalpação. A mamografia não é um exame para ser feito na rotina como se faz com as mulheres. Não precisa. O médico vai orientar qual exame vai fazer; se é um ultrassom, se é uma mamografia, se é o exame físico. Vai depender de cada caso. 
Tanto a obesidade quanto os suplementos alimentares usados pelo pessoal de academia são fatores de risco também?
É verdade. São fatores que vão reestimular uma glândula que estaria atrofiada. Na obesidade sabe-se que a gordura periférica se transforma em substância de ação hormonal. O colesterol faz parte disso, estimula glândulas que estão paradas; tanto a mamária quanto a próstata. Além disso, o uso dessas substâncias, hoje, que estão em todas as academias, ou agregadas a ela, onde há um volume enorme de substâncias, não só hormonais, mas o excesso de proteínas, de aminoácidos, fazem com que o organismo mude o metabolismo e, consequentemente, o fígado fica saturado e não consegue metabolizar as substâncias que são carreadas para esses órgãos.    


FONTE: TRIBUNA DO NORTE

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN