PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Faltam profissionais para os novos leitos do Huol - RN


Faltam profissionais para os novos leitos do Huol

Publicação: 05 de Outubro de 2012 às 00:00
Roberto Lucena - repórter

A governadora Rosalba Ciarlini e a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Paiva, assinaram ontem um convênio que garante a oferta de 60 leitos clínicos de retaguarda ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). As vagas serão disponibilizadas no Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) e a oferta faz parte do plano de enfrentamento para os serviços de urgência e emergência do Governo do Estado. Na teoria, a assinatura do contrato representa um avanço na tentativa de desafogamento do HMWG. Na prática, a iniciativa esbarra num problema: falta de pessoal.
Magnus NascimentoGoverno apresenta balanço do programa montado para tentar amenizar os problemas na SaúdeGoverno apresenta balanço do programa montado para tentar amenizar os problemas na Saúde

Para a efetivação dos 60 leitos é necessário 90 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas. A demanda de pessoal é de responsabilidade da secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) que não dispõe do quantitativo no quadro de pessoal. "Já convocamos 48 técnicos de enfermagem, mas somente 20 compareceram. Esse é uma dificuldade que afeta outras unidades", disse o titular da Sesap, Isaú Gerino. Os técnicos convocados foram aprovados no concursos público realizado em 2010.

A falta de profissionais também está atrasando a liberação de outras vagas no Hospital da Polícia Militar. Estão previstas 30 vagas naquela unidade, no entanto, o quadro de pessoal não está completo. De acordo com Gerino, o Comando da PM está convocando policiais com formação na área da saúde para ocupar as vagas disponíveis.

O convênio assinado ontem garante a disponibilidade de 60 leitos. O investimento mensal do Governo do Estado é de R$ 465.375,00. Porém, é possível que o convênio seja efetivado com a abertura de pelo menos 20 leitos. Nesse caso, o número de profissionais necessário é 39. "É bom deixar claro que o Huol só abrirá as vagas caso o quadro de pessoal esteja assegurado pela Sesap", frisou a reitora Ângela Paiva.

O coordenador do Plano de Enfrentamento para os Serviços de Urgência e Emergência do RN, Luiz Roberto Fonseca, explicou que as vagas serão abertas de acordo com a contratação de pessoal. "Não é possível esperar que todo o quadro esteja completo. Vamos por etapas. Contratando 10% do pessoal, abrimos 10% das vagas e assim sucessivamente", disse.

O documento assinado pelas gestores na presença do secretário Isaú, pró-reitores da UFRN e o diretor do Huol, Ricardo Lagreca, tem validade de 90 dias prorrogável por igual período. Nem todos os pacientes que  agonizam nos corredores do Walfredo Gurgel serão transferidos para o Huol. A parceria entre UFRN e Governo vai beneficiar apenas diretamente apenas os pacientes clínicos. "Os pacientes politraumáticos, queimados ou que aguardam cirurgia ortopédica não poderão ser transferidos", avisou Lagreca.

Durante a reunião para a assinatura do convênio, a governadora Rosalba Ciarlini afirmou que a abertura das novas vagas "não é a solução definitiva para o caos que estamos vivenciando". Ela aproveitou a presença da imprensa para fazer um apelo aos profissionais da saúde. "Se coloquem à disposição. Vamos dar as mãos", disse.

Hoje, o titular da Sesap vai se reunir com representantes da Cooperativa Médica do Rio Grande do Norte (Coopmed/RN) para tentar viabilizar a contratação de profissionais. "Enfermeiros e fisioterapeutas já foram convocados também e o departamento de recursos humanos da Sesap analisa como vai proceder nesse momento", colocou.

Investimento em hospitais chega a R$ 25 milhões

Depois de assinar o convênio na Reitoria da UFRN, a governadora Rosalba Ciarlini e o secretário Isaú Gerino participaram de uma entrevista coletiva no auditório da Sesap. O coordenador do Plano de Enfrentamento para os Serviços de Urgência e Emergência do RN, Luiz Roberto Fonseca, apresentou um balanço dos 90 dias de execução do Plano.

Segundo Rosalba, já foram investidos R$ 25 milhões do Tesouro do Estado e Ministério da Saúde (MS) para reforma, restauração, ampliação e equipagem iniciadas nos hospitais Giselda Trigueiro, João Machado, Santa Catarina, Maria Alice Fernandes, Rafael Fernandes, o Hospital Regional de Macaíba e da Polícia Militar. Obras no HMWG, hospital Tarcísio Maia e nas unidades de Santo Antônio e São Paulo do Potengi começarão na próxima semana. Ainda de acordo com o Governo do Estado, as ordens de serviço para Caicó e São José de Mipibu serão assinadas em duas semanas. "Aos 90 dias todas as obras elencadas estão em andamento. Ao final do decreto [de calamidade na saúde pública], estaremos com mais 54 leitos de UTI e 110 de retaguarda, assim, reestruturando a rede para evitar a ambulancioterapia com os pacientes vindos do interior", disse Rosalba.

A governadora anunciou ainda que o MS assegurou o envio, até o fim deste mês, de 11 ambulâncias  para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), sendo cinco veículo UTI para a região de Pau dos Ferros, duas ambulâncias para o Samu Metropolitano e quatro para o Samu Natal.

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN