PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

domingo, 4 de novembro de 2012

Ancestralidade - meu velho e minha velha, meus irmaos a todos meu sincero


Ancestralidade

Ouço no vento
O soluço do arbusto:
É o sopro dos antepassados.
Nossos mortos não partiram.
Estão na densa sombra.
Os mortos não estão sobre a terra.
Estão na árvore que se agita,
Na madeira que geme.
Estão na água que flui,
Na água que dorme,
Estão na cabana, na multidão.
Os mortos não morreram...
Nossos mortos não partiram:
Estão no ventre da mulher
No vagido do bebê
E no tronco que queima.
Os mortos não estão sobre a terra:
Estão no fogo que se apaga,
Nas plantas que choram,
Na rocha que geme,
Estão na casa.
Nossos mortos não morreram.
De: Birogo Diop
Poesia apresentada, no Dídá-Ará, pela  pesquisadora, professora e doutora, Obà Olóri Oba, sra Miriam Cristina Alves, a quem agradeço pelos ensinamentos sobre Ikú.
Minhas amigas e amigos, nada mais oportuno nesse mês de novembro, para refletir sobre nossa passagem.
"Somos a Memória que não se Cala"

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN