PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

domingo, 2 de setembro de 2012

Título: OFICINA DE FORMAÇÃO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE - atenção companheiros do RS E REGIAO PARA ESTE EVENTO DE FORMAÇÃO...


Título: OFICINA DE FORMAÇÃO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE

                   Convencido da Importância de defender a Saúde Publica e Gratuita, e de acionar o estado para que se responsabilize para garantir o acesso e atenção a saúde, respondendo imediatamente às demandas apresentas e organizá-las de acordo as necessidades dos usuários, a capacitação de Promotores de Saúde através da Educação Popular e as Praticas em Saúdes dos Movimentos Sociais, construir o dialogo com o tema de Participação Social, a partir do conceito da Gestão Estratégica e Participativa e dos processos de Educação Permanente em Saúde, respeitando a proposição do quadrilátero dos atores sociais e propõe uma dinâmica participativa na estruturação das praticas em Saúde Pública, envolvendo as comunidades mais carentes, damos prioridade as ações de promoção, prevenção em saúde dos sujeitos sociais de forma integral e contínua.
                   A implementação do projeto de OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE possibilitará a esta parcela da população diagnosticar e identificar suas demandas em saúde, para melhoria na atuação do Controle Social e do SUS.
A Promoção e Prevenção em Saúde é um dos pontos frágeis nos Movimentos Sociais, mas não podemos desconsiderar as praticas utilizada por estes, e analisarmos as metodologias aplicadas pelos gestores e profissionais de saúde. Nosso entendimento sobre Políticas Públicas de saúde nos municípios, visando a melhora em qualidade de vida das pessoas que acessam o SUS, na luta pela diminuição dos danos causados pelas doenças e maus tratos.
Objetivo Geral.

Valorizar o protagonismo dos movimentos sociais na construção de políticas publicas, para a promoção e prevenção na saúde, visando a melhor qualidade de vida, contribuir para a conscientização do acesso ao direito à saúde, e a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Objetivos Específicos

  • Caracterizar e classificar ações de implementação de políticas publicas em saúde, após diagnostico das realidades apresentadas; constituir redes e fóruns de formação para melhorara a atuação no Controle Social destas populações;
  • Elaborar documentos que apontem através de pesquisa de dados sobre a situação das populações envolvidas;
  • Incentivar e identificar práticas de promoção e prevenção em saúde, no âmbito integral e universal do SUS, utilizando a metodologia da educação e das praticas populares em saúde, na formação de Gestores e Conselheiros de Saúde, Lideranças dos Movimentos Sociais e dos Trabalhadores em saúde;
  • Incentivar as metodologias de referenciais de saberes Populares e Acadêmico, constituído em espaços de formação coletiva;
  • Identificar demandas regionais, através das praticas e resolutividade das necessidades encontradas nestas populações;
  • Incentivar a acessibilidade dos sujeitos envolvidos ao direito de usar o Sistema Único de Saúde;
  • Contribuir para implementação de ações coletivas interdisciplinares na saúde, com metodologia participativa na qualificação do saber em saúde;
  • Promover e incentivar a participação no Controle Social.

Instituições Proponentes:

Africanamente–Centro de Pesquisa Resgate e Preservação das Tradições Afrodescendentes
Rede de Nacional de Religiões Afro em Saúde
Central de Movimentos Populares - RS

Parceiros: Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa
Ministerio da Saúde
Nucleo de Estudo de Saúde da População Indigena e Negra
Coordenação de Educação e Saúde Coletiva
Escola de Saúde Publica – ESP/SES

Política da Saúde da População Negra
Departamento de ações em Saúde – DAS

Coordenação Geral do Projeto: Tatiana Renato Machado - Central de Movimentos Populares

Coordenação Técnica: Luiz Alberto Diaz – Rede Nacional de Religiões Afro em Saúde

Publico Estratégico: Qualitativo e Quantitativo

Publico Qualitativo

Nosso projeto visa a atingir com suas ações melhorias na saúde ou no modo de viver com saúde das crianças, jovens e adolescentes e demais faixas etárias nas comunidades de terreiros, quilombolas (urbanas e rurais), indígenas e nas periferias de grandes Centros urbanos.

Publico Quantitativo

O publico será divididos entre: Gestores e Profissionais da Saúde, moradores de Comunidades Quilombolas e Comunidades Indígenas, moradores das periferias urbanas e estudantes em formação na área de Saúde, Conselheiros de Saúde, num total de 100 (Cem) participantes.

Área de Atuação

O Projeto terá como área de atuação as cidades de Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Pelotas, Santo Angelo e Erechim, sendo estas sedes das MACRORREGIONAIS de Saúde, com os Conselhos Municipais de Saúde, as Comissões Integrada de Ensino e Serviço – CIES, este processo contemplará moradores de outros municípios do Estado do Rio Grande do Sul, com prioridade a participantes dos municípios Sedes das Coordenadorias de Saúde.

Metodologia Aplicada

A metodologia aplicada contribuirá para qualificação e formação, assim propiciando espaços democráticos, através da participação dos sujeitos e setores envolvidos com o projeto no aspecto da Educação e Formação, dialogando com as praticas da Educação Popular em Saúde e a Formação dos Profissionais em Saúde, com a participação e problematização, dentro de relações pedagógicas horizontais e dialógicas de acordo à proposição do quadrilátero da Política de Educação Permanente, envolvendo Gestão – Ensino – Serviço – Controle Social, uma maior interação, ressaltando a compreensão da própria definição da saúde como direito de todos e dever do Estado, tendo a integralidade e universalidade como diretriz fundamental do SUS, interagindo com Eqüidade para o desenvolvimento de Promoção em Saúde, da Participação Política, da Diversidade Cultural e das Práticas Populares em Saúde, expressando o que já temos construído com a Participação Social e refletindo a atuação dos Povos da Floresta, o Povos do Campo, as Comunidades Quilombolas, a Rede de Religiões Afros em Saúde, os Povos Ciganos, a População Indígena, a População de Rua e a População LGBT, assim nos propomos a organizar atividades:

AÇÂO 1 - Seminário Estadual de Planejamento - Porto Alegre, 14 e 15 de Setembro de 2012
Promoção, Equidade a Participação Social em Saúde - Faculdade de Educação da UFRGS - Sala 101

OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE

14 de Setembro – Sexta Feira
Abertura:
09h00 –  Ministério da Saúde
              Secretaria Estadual da Saúde
               Escola de Saúde Publica
              Conselho Estadual da Saúde
10h00 – Participação Social: Equidade e Promoção em Saúde
José Marmo – Rede Nacional de Religioes Afro em Saúde
Reginaldo Chagas – Secretaria de Gestão Esyratégica e Participativa – Ministerio da Saúde
Mirian Alves – Politica da Saúde da População Negra – DAS/SES RS
12h00 – Almoço
13h30 – Perpectivas do Controle Social e Participação Social
Paulo Humberto da Silva - Presidente do Conselho Estadual de Saúde
15h30 – Intervalo café e Ideias
16h00 - Saúde Coletiva e a Educação Permanente em Sáude Sistema Único de Saúde
Lucia Schandler – Coordenação de Educação e Saúde Coletiva/ESP
18h00 - Encerramento
15 de Setembro - Sábado
09h00 - A Experiencia e Propostas de Planejamento da Pesquisa e Mapeamentos para Elaboração de Projetos e Desenvolvimento
“ Cartografia dos Movimentos Sociais do RS”
Jorge Senna - Nucleo de Estudo de Saúde da População Indigena e Negra
10h15 – Café com Ideias
10h30 – Organização e desenvolvimento da OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE.
Jorge Senna - Nucleo de Estudo de Saúde da População Indigena e Negra
Mirian Alves – Politica da Saúde da População Negra – DAS/SES RS
11h30 - Organização das OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE. Santa Cruz – Pelotas - Porto Alegre - Santo Angelo - Erechim
12h30 – Almoço
14h00 – Propostas e Encaminamentos
16h00 – Encerramento

Ação 2 - Oficinas Formativas descentralizadas – Carga Horaria: 80 Horas
 
    Realização das oficinas descentralizadas com 20 participantes, com carga horaria de 60 horas de Aula Teórica e 20 horas de Dispersão, nas cidades de:
     
    Porto Alegre - 24 a 28 de Setembro de 2012 (Metropolitana e Serra)
    Pelotas - 01 a 05 de Outubro de 2012 (Centro - Sul);
    Santa Cruz do Sul - 15 a 20 de Outubro de 2012 ( Vales);
    Erechim22 a 26 de Outubro de 2012 ;
    Santo Ângelo05 a 09 de Novembro de 2012
    Conteudo das Oficinas :
Controle Social - Carga Horaria de 10 hs
Saúde Coletiva e Sistema Único de Saúde - Carga Horaria de 10 hs
Propostas das Demandas e Temáticas - Carga Horaria de 10 hs
Planejamento da Pesquisa e Mapeamentos na Comunidade - Carga Horaria de 20 hs
Planejamento da Pesquisa e Mapeamentos na Comunidade Dispersão – Carga Horaria 20 Horas
Elaboração de Projetos e Desenvolvimento - Carga Horaria de 10 hs

Ação 3 - Conferencia de Promotores Populares em Saúde, 12 a 14 de Novembro de 2012, P. Alegre.

PÚBLICO-ESTRATÉGICO: Serão 100 participantes, envolvendo Gestores, Profissionais da Saúde, moradores de Comunidades Quilombolas e Comunidades Indígenas, moradores das periferias urbanas e estudantes em formação na área de Saúde, Conselheiros de Saúde

Os (as) candidatos (as) a bolsa auxilio deverão ser: Lideranças ou ativistas dos movimentos sociais:

Os demais poderão ser estudantes que desenvolvam pesquisas na área das relações e Participação Social ou representaçoes de Getores e Conselhos Municipais de Saúde

NOTAS:

  1. Não poderão candidatar-se às bolsas integrais oferecidas para OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE,representantes de Gestores ou trabalhadores representando orgão Municipais. Podendo, contudo, participar com recursos próprios, com necessidade de inscrição prévia;
  1. OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE é aberta a todos (as) interessados (as). Os (as) participantes que obtiverem um mínimo de 90 % de frequência terão direito a um certificado;
  2. OFICINA DE FORMAÇÂO DOS PROMOTORES POPULARES EM SAÚDE é inteiramente gratuito e aberto a todos (as) os interessados (as). Com necessidade de inscrição prévia.

INSCRIÇÂO

A inscrição será online, através do Site da Escola de Saúde Publica para preenchimento do formulário para seleção de participantes.

Os selecionados deverão participar integralmente das atividades decestralizada propostas durante os dias indicados no cronograma.

SOBRE A BANCA DE SELEÇÃO:

Uma comissão (formada por Proponentes do Projeto e ativistas do Movimento Social) fará a seleção com base na documentação apresentada e suas decisões serão definitivas.
 
DOCUMENTAÇÃO A SER ENVIADA ONLINE:

1- Uma carta de recomendação (com assinatura digitalizada) de alguma liderança dos
Movimentos Sociais, ou Conselhos Municipais;

2- Aprovação de uma resolução da CIR, com nome indicado pela CIES- da região indicada.

2- Formulário para seleção de participantes totalmente preenchido.
(Ver no site: http://www.esp.rs.gov.br/)

NOTA: Toda a documentação deve ser obrigatoriamente digitalizada e enviada para o e-mail:
secacademica@saude.rs.gov.br com copia para:promotorespopularesemsaude@yahoo.com.br, indicando no campo assunto:SELEÇÃO Oficina de Promotores Populares em Saúde 2012.

Não será admitido o envio impresso.

CONFIRMAÇÃO DA SELEÇÃO

Após a publicação dos selecionados, os mesmos deverão preencher e enviar o formulário “Carta Compromisso” no prazo estipulado neste Edital, como condição de confirmação da inscrição, conferindo-lhes a efetivação da sua seleção.

CRONOGRAMA

Período de inscrições. 03 de Setembro a 10 de Setembro de 2012
Análise das inscrições. 11 e 12 de Setembro de 2012
Publicação preliminar dos selecionados. 13 de Setembro de 2012
Entrega da Carta Compromisso: Diante a Inscrição no Seminario e Aula Inaugural onde serão anunciados os selecionados, com confirmação da inscrição.

Publicação final dos selecionados: 14 de setembro de 2012

Período da Oficina: 14 de Setembro a 14 de Novembro de 2012.

Coordenação: Núcleo de Estudo de Saúde da População Indigena e Negra - ESP/SES
Politica Estadual da Saúde da População Negra - DAS/SES

MAIORES INFORMAÇÕES:

Miriam Cristiane Alves Alves
Politica da Saúde da População Negra – DAS/SES RS


Fone: 55 (51) 3228 58 94


Jorge Senna
Coordenação de Educação e Saúde Coletiva
Núcleo de Estudo de Saúde da População Indigena e Negra


Fone: 55 (51) 3901-14-82

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN