PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Operação Foliaduto RN: processo é concluído e aguarda sentença da juíza


Operação Foliaduto: processo é concluído e aguarda sentença da juíza

A Operação Foliaduto, como ficou conhecido o desvio de R$ 2 milhões ocorrido na Fundação José Augusto no Governo Wilma de Faria, teve o trâmite processual finalizado, aguarda apenas a sentença judicial.
Todos os réus apresentaram as alegações finais e o processo está no gabinete da juíza Ada Galvão, titular da 5ª Vara Criminal, que proferirá a sentença.
O Foliaduto foi denunciado pelo Ministério Público Estadual que identificou um esquema com licitação fraudulenta na Fundação José Augusto que culminou com o pagamento de shows “fantasmas” no carnaval de 2006.
São réus no Foliaduto:
CARLOS ALBERTO DE FARIA- irmão da ex-governadora Wilma de Faria, na época era secretário chefe do Gabinete Civil
ÍTALO ALENCAR GURGEL- atuava na coordenação do Gabinete Civil
HAROLDO SÉRGIO MENESES CORREIA – na época do escândalo era um dos diretores da Fundação José Augusto
JEFFERSON PESSOA TAVARES- com atuaçaõ no Setor de Finanças da Fundação José Augusto
JOSÉ ANTÔNIO PINHEIRO DA CÂMARA FILHO- também funcionário comissionado da FJA
CÍCERO DUARTE DA COSTA – funcionário da FJA, era ele que atestava as notas fiscais dos “shows fantasmas”
FABIANO CÉSAR LIMA DA MOTA – empresário que emitia as notas fiscais para os “shows fantasmas”

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN