PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

sábado, 9 de maio de 2015

MPF acusa pastor de intolerância por ter quebrado santos de terreiro...



MPF acusa pastor de intolerância por ter quebrado santos de terreiro...


Profanação de Terreiro na Paraíba por Pastor Evangélico




Pastor postou fotos nas quais
 aparece quebrando imagens
 de religiões afro-brasileiras 
O MPF (Ministério Público Federal) na Paraíba denunciou 
(acusação formal à Justiça) o pastor Clóvis Bernardo de Lima 
(nas fotos) por intolerância religiosa.

Ele publicou em 2012 no Orkut fotos nas quais aparece quebrando 
imagens de entidades sagradas de religiões de matrizes africanas.

Lima reconheceu que tinha quebrado as imagens, mas foi, segundo ele, 
com o propósito de "acomodá-las melhor" em seu F-4000. 
As imagens tinham sido de um terreiro de umbanda.

Disse que sua intenção era mostrar as fotos somente aos membros 
de sua igreja, a Assembléia de Deus Pentecostal da Fé, por intermédio 
de seu perfil no Orkut, mas elas acabaram vazando para outras redes 
sociais.

Lima faz posse
com martelo na mão
Para o Ministério Público, houve violação da
 garantia dada pelo artigo 5º e inciso VI da
 Constituição à liberdade de consciência e de
 crença.

O MPF pediu à Justiça que condene o pastor à 
reclusão de 1 a 3 anos, além de multa. de acordo 
com artigo 20 da lei 7.716/89.

Esse artigo prevê punição para quem praticar, induzir ou incitar 
a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou 
procedência nacional.

Com informações do Ministério Público Federal e outras fontes e 

Clovis Bernardo de Lima, esse ex-travesti, atual pastor evangélico neopentecostal, mostra
 porque no Brasil há tantos processos de intolerância religiosa. Não sei por que eles acham
 que é poder quebrar estatuas ou imagens. Na verdade só demonstra ignorância, desrespeito
 e uma infelicidade de caráter. São pessoas assim que tentam movimentar o ódio no coração de 
seus seguidores, transformando-os em pessoas agressivas.
Tenho orgulho de dizer que nossa religião não invade a casa de ninguém, não profana o espaço
 religioso de ninguém e mesmo que nos persigam, que nos desrespeitem e que violem nossos
 direitos somos exemplos de paz, equilíbrio e resistência, porque a marreta do opressor não pode
 violar a energia pura que cultuamos.
Tenho certeza que muitos cristãos não compartilham com este crime, então peça a todos que
 denunciem esses casos de vandalismo ao Ministério Público ou a qualquer delegacia.
Eu sou Oluandeji, não compactuo com agressões e o desrespeito ao ser humano. Mesmo que
 autorizado pela dona da casa, exibir em fotos e divulgá-las na internet é crime.
Por Oluandeji

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN