PARTICIPE DE NOSSAS AÇÕES TRANFORME E SUA CONTRIBUIÇÃO EM UMA AÇÃO SOCIAL - DOE QUALQUER VALOR

CONTRIBUA: 9314 ITAU - 08341 2 NUMERO DA CONTA CORRENTE - deposite qualquer valor

FAÇA UM GESTO DE CARINHO E GENEROSIDADE DEPOSITE EM NOSSA CONTA CORRENTE ITAU AG; 9314 C/C 08341 2

CONTRIBUA QUALQUER VALOR PAG SEGURO UOL OU PELA AG: 9314 CONTA 08341 2 BANCO ITAU

sexta-feira, 31 de maio de 2013

MAIS UMA VITORIA A MUITOS ANOS NA LUTA E NA CONVIVENCIA PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DST HEPAIDS E OUTRAS PATOLOGIAS MINISTERIO DA SAUDE PUBLICA ORGANIZAÇÕES DE SAUDE DE TODO O BRASIL E NOS REDE MANDACARU E MAIS UMA VEZ RECONHECIDO COMO SERVIÇO DE SAUDE REFERENCIA NACIONAL -ESTAMOS INCLUIDAS E INCLUIDOS MAIS UMA VEZ NO MINISTERIO DA SAUDE TRANSPARENCIA E MUITA LUTA.... NESTA ABCOS A TODOS E TODAS POR MAIS UMA VITORIA ESPERAMOS CONTINUAR SENDO CONDECORADOS E CREDENCIADOS PELO MINISTERIO DA SAUDE E PELO PROGRAMA ESTADUAL DST AIDS DO ESTADO DO RN.... E VARIAS COORDENAÇÕES MUNICIPAIS DAE E DAB .. PELAS NOSSAS INICIATIVAS.... Serviços de Saúde: REDE MANDACARU RN - RECOSOL-RM/RN


MAIS UMA VITORIA A MUITOS ANOS NA LUTA E NA CONVIVENCIA PROMOÇÃO E PREVENÇÃO DST HEPAIDS E OUTRAS PATOLOGIAS MINISTERIO DA SAUDE PUBLICA ORGANIZAÇÕES DE SAUDE DE TODO O BRASIL E NOS REDE MANDACARU E MAIS UMA VEZ RECONHECIDO COMO SERVIÇO DE SAUDE REFERENCIA NACIONAL -ESTAMOS INCLUIDAS E INCLUIDOS MAIS UMA VEZ NO MINISTERIO DA SAUDE TRANSPARENCIA E MUITA LUTA.... NESTA ABCOS A TODOS E TODAS POR MAIS UMA VITORIA ESPERAMOS CONTINUAR SENDO CONDECORADOS E CREDENCIADOS PELO MINISTERIO DA SAUDE E PELO PROGRAMA ESTADUAL DST AIDS DO ESTADO DO RN.... E VARIAS COORDENAÇÕES MUNICIPAIS DAE E DAB .. PELAS NOSSAS INICIATIVAS....

Serviços de Saúde: 


REDE MANDACARU RN - RECOSOL-RM/RN


    Cel: (84) 8803-5580
e-mail: mandacarurn@gmail.com    Homepage/blog: www.mandacarurn.blogspot.com.br
Facebook: mandacarurn@gmail.com





Ano de fundação: 1990    Ano registro: 2000
População Prioritária
1. Pessoas Vivendo com HIV/Aids e familiares
2. LGBT
3. Portadores de hepatites e seus familiares
4. POVOS TRADICIONAIS E  DE TERREIROS DO BRASIL
Área de atuação prioritária
1. Prevenção e Promoção da Saúde (orientações, disponibilização de preservativos, palestras, capacitações em saúde etc.)
2. Assistência (casa de apoio, cestas básicas, cuidados, etc.)

Estado: Rio Grande do Norte
Cidade: Natal


Saúde atualiza lista de organizações não governamentais que atuam nas áreas de aids e hepatites virais:



A ideia é que as informações sirvam de subsídio para desenvolver ações para promoção de direitos humanos e de articulação entre movimentos, fóruns e redes


O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde acaba de atualizar os dados das instituições que atuam nas áreas de aids, outras doenças sexualmente transmissíveis e hepatites virais. Ao todo, 363 instituições enviaram informações recentes sobre questões como área e tempo de atuação, perfil dos dirigentes, inserção nos conselhos de saúde e orçamento anual. Além da opção de busca de informações por estado, é possível visualizar as coordenadas geográficas de cada organização, por meio do Google Maps. Em breve uma nova atualização do catálogo de organizações da sociedade civil estará disponível no www.aids.gov.br/pagina/osc-lista.

Foram enviados questionários para exatas 1.252 organizações não governamentais brasileiras, que atuam em diversos setores. Apesar do considerável retorno de informações, o diretor-adjunto do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, Eduardo Barbosa, acredita que o número real de instituições atuantes na causa é bem maior – cerca de 700. “A partir dessa divulgação, temos a expectativa de que outras organizações da sociedade civil se cadastrem”, diz. Para isso, foi criado um espaço na página do catálogo com o formulário das informações, que após preenchidas devem ser enviadas para o e-maildhrv@aids.gov.br.

“A ideia do catálogo é produzir informações qualificadas, que podem servir de subsídio para desenvolver ações para promoção de direitos humanos e de articulação entre movimentos sociais, fóruns e redes de pessoas infectadas”, explica Barbosa. Das instituições que responderam o questionário, 87% afirmaram ter trabalho explícito na área. A maior parte delas têm 10 anos de atuação, sendo que 80% já trabalham no setor há mais de cinco anos. 

Em relação ao perfil dos dirigentes, metade é coordenada por homens (51%). Chama a atenção o fato de que 6% dos gestores são travestis ou transexuais. No quesito escolaridade, comprovou-se que a maior parte das instituições da sociedade civil de DST/aids e hepatites virais são conduzidas por profissionais com nível superior completo (32%) ou incompleto (14%). 

Uma característica predominante na amostra é que 79% das organizações são filiadas a algum tipo de movimento estadual, como fóruns de ONG/aids e hepatites virais – instâncias políticas de articulação com o governo, nas três esferas de atuação. É relevante o fato de que quase metade delas atua ativamente no controle social, por meio da representação em conselhos de saúde.

No quesito sustentabilidade, os dados coletados mostram que o orçamento anual dessas instituições é baixo – não chega a R$ 100 mil por ano, em 62% dos casos – e a principal fonte de recursos é pública: 77%. 

Mais informações
Assessoria de Imprensa
Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais - Ministério da Saúde

MIDIAS SOCIAIS COMPARTILHA...

Gostou? Compartilhe !!!
Ocorreu um erro neste gadget

Postagens populares

visitantes diariamente na REDE MANDACARURN